Com nome e certidão de nascimento brasileiros, o Rock in Rio ganhou espaço em Portugal e hoje já está em sua oitava edição lusitana. O país foi a primeira escolha do festival em sua internacionalização, em 2004, e a aposta se mostrou certeira.

Apesar de manter alguns detalhes semelhantes à edição brasileira, como os espaços temáticos “Street” e “District”, que homenageiam lugares e gêneros musicais variados a cada edição, nem tudo o que rola no Rock in Rio Lisboa é exatamente igual à versão carioca.

Além de algumas adaptações no lineup, o festival abraça certas características que o torna mais adequado ao público e continente europeu, ainda que brasileiros e latinos que vivem no país também sejam uma parte expressiva do público.

5 curiosidades sobre o Rock in Rio Lisboa

Para entender um pouco sobre as diferenças e particularidades do Rock in Rio Lisboa, selecionamos algumas curiosidades do festival que o fazem ser tão especial quanto o que acontece no Rio de Janeiro, mas de um jeito único. Confira!

1. A Cidade do Rock

Desde a sua primeira edição em Lisboa, o Rock in Rio acontece no mesmo lugar, o Parque da Bela Vista. O espaço é um grande parque natural com destaque para a vegetação típica do país muito preservada ali.

O local é um tanto menor que a Cidade do Rock carioca, que hoje aproveita o complexo construído na Barra da Tijuca para receber as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Isso tem impacto direto no número de pessoas que o festival comporta por dia, sendo um público de 90 mil pessoas por dia em Lisboa versus até 125 mil pessoas por dia no Rio.

Curiosidades sobre o Rock in Rio Lisboa Foto: Divulgação

 

O espaço também se apresenta com uma estrutura preparada para oferecer ao público 14 horas de entretenimento a cada dia, mas o Parque da Bela Vista resgata mais do clima de festivais europeus ao ar livre, com um aspecto um tanto menos “urbano” que a versão brasileira.

2. Horários para curtir o verão

O Rock in Rio Lisboa é, praticamente, um festival diurno, mesmo que suas atividades sejam encerradas às 2h. Vale lembrar que, no verão europeu, muitos países contam com um anoitecer mais tardio, e por isso mesmo, durante o festival a noite começa a cair aproximadamente às 21h.

Com isso, é possível curtir muito mais shows à luz do dia, além de aproveitar um pôr do sol inesquecível e privilegiado no festival (já lá pela hora do jantar). Mesmo em comparação com o entardecer carioca, sempre incrível, as duas experiências são completamente diferentes.

Curiosidades sobre o Rock in Rio Lisboa Foto: Divulgação

3. Palcos e atrações

Apesar de manter algumas das atrações que se apresentam no Brasil, o Rock in Rio Lisboa apresenta um lineup que mescla as atrações de um jeito diferente e adaptado à realidade local. No total, são cinco palcos – Palco Mundo, Music Valley, EDP Rock Street, Super Bock Digital Stage e Yorn Street Dance. No Rio de Janeiro, foram oito palcos em sua última edição.

As adaptações tanto de número de palcos quanto de mescla de atrações – os artistas eletrônicos, por exemplo, dividem o palco com artistas de outros gêneros – se dá, principalmente, pelo tamanho e estrutura do parque, mas também para criar uma experiência mais próximo do que o público já está acostumado nesse ambiente. Algo muito mais tranquilo, com a possibilidade de assistir aos shows sentado no gramado do parque.

Curiosidades sobre o Rock in Rio Lisboa Foto: Divulgação

 

Vale lembrar que nesta edição, o Rock in Rio Lisboa convidou a carioca Anitta como uma de suas headliners, algo inédito ainda no Brasil, e que o último dia do festival se encerrará com um show do duo inglês Chemical Brothers no Palco Mundo. Será que um dia veremos isso acontecer no Rock in Rio do Rio?

4. Espaço de alimentação inspirado em um mercado da cidade

O Time Out Market Rock in Rio é um espaço de alimentação com sede no Mercado da Ribeira, o principal “mercado” – leia-se uma gigantesca praça de alimentação gourmet – da capital portuguesa. A área, fechada, é superior a mil metros quadrados e tem capacidade para 450 lugares sentados. O acesso ao espaço é controlado, e conta com 14 restaurantes e um bar central. Todos os restaurantes são comandados por chefs famosos do país.

A praça de alimentação do Time Out é maior que a área dedicada a uma alimentação diferenciada no Rock in Rio carioca. Mais que um “espaço gourmet”, o Time Out Market apresenta características únicas de Portugal ao público do festival, incentivando até mesmo o turismo pela cidade e a própria experiência de conhecer o Mercado da Ribeira, mesmo que numa degustação em pleno festival.

Curiosidades sobre o Rock in Rio Lisboa Foto: Divulgação

 

Além das comidas assinadas por chefs, a oferta de bebidas no festival lusitano também é bem mais abrangente, contemplando de cervejas artesanais (Ipa, Weiss, Lager, etc.) e até opções de vinhos.

Imaginou assistir seu show favorito tomando uma taça de vinho? No Rock in Rio Lisboa, você pode!

5. Pool Parties

Desde 2016, o Rock in Rio Lisboa oferece a experiência de pequenas Pool Parties dentro do festival. Além da piscina, que nessa edição ficou ao lado do palco Music Valley, as Sommersby Pool Parties são animadas ao som de DJs portugueses e dos shows dos próprios artistas que se apresentam nesse palco.

O público não hesita em cair na piscina e aliviar um pouco do calor do verão no país enquanto curte uma boa música ou até mesmo espera o seu show favorito começar.

Curiosidades sobre o Rock in Rio Lisboa Foto: Divulgação