Acredite se quiser: os eventos drive-in voltaram a conquistar o mundo, e o Brasil não ficou de fora! Tanto que aqui na Sympla, criamos um destaque em nosso site (e aplicativo!) para apresentar uma programação de eventos drive-ins incrível nas principais capitais do país.

Em tempos de distanciamento social, os eventos drive-in representam hoje uma das únicas oportunidades para nos divertirmos fora de casa com segurança e responsabilidade. Para quem pode, é a oportunidade de poder sair de casa e conferir shows, stand-ups ou mesmo eventos religiosos e corporativos sem ter que sair do carro.  

Mas como essa febre começou aqui no Brasil? De onde vieram os eventos drive-ins? Será que essa é mais uma moda passageira Ou eles vieram para ficar? 

Eventos drive-in: uma história com 87 anos 

Segundo uma pesquisa da instituição norte-americana Food And Wine, o primeiro drive-in surgiu nos EUA em 1933. Porém, sua popularidade atingiu o nível máximo na década de 1950.

O principal motivo para a primeira febre dos drive-ins veio de uma doença, a poliomielite. Na época, donos de drive-ins anunciavam para pais “que desejam manter seus filhos e a si mesmo protegidos de epidemias”, com avisos que destacavam frases do tipo “estabelecimento protegido contra a febre e pólio”.

 Em 1958, havia 4063 drive-ins nos EUA de acordo com a United Drive-In Theatre Owners Association (U.D.I.T.O.A.). Porém, à medida que os shopping centers foram surgindo e, com eles, as praças de alimentação, lojas, estacionamentos e complexos com salas cinema, os drive-ins foram ficando para o passado.

 Hoje, segundo a U.D.I.T.O.A., os drive-ins não passam de 305 nos EUA. Daí veio o novo coronavírus. Outra doença e em um outro tempo, mas “com alguma coisa em comum”. Surge, então, o renascimento dos drive-ins.

Eventos drive-in pelo mundo durante a quarentena

Os primeiros eventos drive-in durante a quarentena acontecerem na Europa, mais especificamente na Dinamarca, quando o músico Mads Langer se apresentou para 500 carros no dia dois de maio. A notícia repercutiu nos principais sites de notícias do mundo. Milhares de organizadores de eventos, dos mais diferentes países, enxergaram nesse formato uma possibilidade de retomar as suas atividades.

Alemanha, França e Lituânia foram alguns dos primeiros países a reativar a exibição de filmes clássicos em cinemas drive-in. No dia 15 de maio, foi a vez do Reel Cinemas de Dubai anunciar sua programação. E o Drive-in Movie Club está previsto para abrir em agosto em Melbourne, na Austrália.

É claro que os EUA e o Reino Unido não ficaram de fora. Nestes países, grandes marcas como Walmart, Mitsubishi e Häagen-Dazs estão investindo pesado nos eventos drive-in, oferecendo experiências de marcas para seus clientes durante o verão (acima da Linha do Equador).

A norte-americana Live Nation, um dos maiores grupos de entretenimento do mundo, já anunciou seu formato de shows em eventos drive-in também. 

Tipos de eventos drive-in e a experiência de quem já foi

O mais comum tipo de evento drive-in continua sendo as sessões de cinema. Mas, por aqui, a criatividade não falta. Então, diversos novos modelos de eventos drive-in começaram a surgir.

A banda mineira Jota Quest foi destaque na mídia ao esgotar rapidamente os ingressos para o seu show no Allianz Parque em São Paulo. Festivais de música eletrônica em drive-ins já aconteceram na Alemanha, e estão sendo planejados também por aqui. 

Uma tendência que começou na Dinamarca (mais uma!) e que já foi adotada no Brasil também são cultos religiosos em drive-ins. E também existe espaço para espetáculos infantis, shows de comédia, peças de teatro, entre outros tipos de eventos. 

Vale ressaltar que todos esses eventos estão trabalhando para atender todas as especificações de segurança exigidas. A Veja destacou a experiência de uma jornalista que testou e aprovou o formato. Ela contou nessa matéria como foi assistir ao show do Jota Quest. 

Tudo é feito dentro do carro, exceto o banheiro, cuja fila é controlada pela equipe de produção e – dependendo de cada drive-in – acionada via lanternas do carro ou aplicativos de celular. 

É curioso pensar que muitas pessoas nunca chegaram a ir num drive-in antes. Essa é uma nova-antiga experiência, que vem em boa hora. Se tem uma lição que essa pandemia nos ensinou foi a de que o entretenimento e a cultura são essenciais para a saúde mental de todos nós.

Apesar de não estar ao alcance de todos, os eventos drive-in também são uma das poucas opções que organizadores de eventos têm hoje em dia para fazer o que fazem melhor: encantar pessoas. Além disso, eles ajudam a manter acesa a economia de uma indústria que ficou por meses estagnada. 

Ainda tem alguma dúvida se a moda veio para ficar? Eventos drive-in são a melhor prova que estamos “De volta ao Futuro”. E se você puder participar de um, siga os protocolos de segurança e divirta-se. Aproveite. Daqui a pouco, sua experiência vai virar história também. 

Quer saber mais sobre os eventos drive-in? Preparamos um vídeo especial sobre o tema! Aperte o play e confira: