Convidados exclusivos, espumante e canapés em um evento no qual a atenção está voltada para as obras de arte… Chega de se perguntar ‘o que é vernissage’! Neste texto, o organizador de eventos fica por dentro dos bastidores de uma das produções mais sofisticadas do setor.

Entenda mais sobre o cardápio, a duração e programação do evento para saber como organizá-lo! Vamos lá?

O que é vernissage

Antes de lançar uma exposição para o grande público, é comum que seja organizado um evento de pré-lançamento para um seleto grupo de pessoas. Esse é o vernissage.

Na ocasião, os profissionais envolvidos na elaboração da mostra, como curadores, artistas, arquitetos e designers, se encontram para conferir o resultado final em primeira mão e celebrar o fim do processo de montagem.

Jornalistas, críticos de arte e personalidades da mídia também estão entre os convidados do evento. No vernissage, eles podem conferir a exposição na companhia dos realizadores, conhecendo a mostra a fundo. O resultado, muitas vezes, é mais visibilidade para o museu ou espaço cultural, para os artistas e suas obras.

História do vernissage

A palavra de origem francesa significa verniz, um acabamento usado em muitas obras de arte. Historicamente, o momento de dar o acabamento às pinturas, envernizando-as, era também o dia em que artistas recebiam um número limitado de convidados para conhecer e opinar sobre as peças antes do grande público.

Hoje, esse encontro se transformou em um evento sofisticado de confraternização e celebração que marca o lançamento de mostras de arte, sejam temporárias ou de longa duração.

Boas práticas organizando um vernissage

Para o produtor de eventos, organizar um vernissage pode ser uma oportunidade e tanto. Afinal, a vasta maioria das exposições têm data de início e fim. Portanto, esse é um evento que pode acontecer várias vezes ao longo do ano.

Mas, para agradar os participantes e garantir a próxima produção, é preciso entender a natureza do evento e conhecer as boas práticas.

Confira a seguir!

Cardápio

Nesse tipo de evento, os presentes estão circulando pelo ambiente e, em geral, não há mesas, pratos, talheres. Por isso, uma boa pedida é apostar em finger foods, pratos em pequenas porções individuais que podem ser comidos com as mãos.

 

Esse formato permite que sejam servidas entradas, tira-gostos, sobremesas e até pratos principais. O serviço é realizado pelos garçons, que circulam pelos corredores, salões e, em alguns casos, até pelas galerias ou salas de exposição.

O produtor de eventos deve preferir opções leves, já que os convidados precisam de disposição para focar nas grandes protagonistas da noite: as obras de arte.

Programação

Por ser um evento de confraternização, em geral, o vernissage não precisa contar com uma programação fechada, com apresentação, mesa de abertura e pausa, por exemplo.

No entanto, é interessante prever um momento de fala, ainda que informal. Essa será uma oportunidade para que curadores e artistas agradeçam a presença e falem brevemente sobre a mostra.

Espaço

É comum que o vernissage aconteça em um museu ou espaço cultural. No entanto, é possível que um artista independente decida organizar o evento para apresentar seu trabalho e vender as peças. Nesse caso, o produtor pode ficar responsável por escolher um espaço.

Galpões, espaços de festa e até cafeterias ou restaurantes podem ser escolhidos para esse fim. Caberá ao organizador ficar de olho para optar por um local amplo, com paredes disponíveis e boa iluminação.

Lista de convidados

Em muitos casos, organizadores, artistas e assessores de imprensa trabalham em conjunto, inclusive na etapa de seleção dos convidados. Nesse cenário, vale incluir:

  • jornalistas;
  • influenciadores do nicho;
  • artistas;
  • críticos de arte;
  • outras personalidades do meio artístico

Vernissage e outros tipos de eventos

Agora, ficou mais fácil acertar na organização de um evento cultural com jornalistas, críticos de arte, curadores e artistas, né? É tudo sobre dar o devido protagonismo às obras!

Mas, mesmo que não vá produzir um vernissage, é importante que o produtor conheça os mais variados formatos de eventos – da Festa Junina ao workshop.

Conheça já os principais tipos de eventos e saiba como organizá-los.