Cerveja vai bem com calor, solzão e pé na areia, certo? É claro! Mas a bebida favorita dos brasileiros também pode combinar com uma noite fria e um bom corte de carne vermelha. Tudo depende dos tipos de cerveja artesanal!

Weiss, IPA, Lager… As cervejas podem ser mais claras ou escuras, turvas ou filtradas, amargas ou cítricas. Algumas devem ser consumidas geladíssimas, trincando, enquanto outras só precisam estar frias.

Quer dar um mergulho no mundo cervejeiro e conhecer as cervejas artesanais mais famosas? É só continuar lendo para nunca mais errar a torneira na hora de escolher o chopp.

O que é cerveja artesanal

A palavra artesanal remete ao trabalho manual e aos processos tradicionais. É tudo o que não é industrial, produzido em massa.

Com a cerveja, não é diferente. A cerveja artesanal é aquela produzida em menor escala em uma operação pequena, muitas vezes independente.

Nesse cenário, os mestres cervejeiros usam métodos tradicionais e exploram uma combinação de ingredientes locais e estrangeiros no desenvolvimento de receitas inovadoras e surpreendentes. É por isso que dá pra encontrar a bebida com sabores de frutas, café, caramelo, e pasmem: até bacon!

Ah! Vale notar que as bebidas artesanais colocam a qualidade em primeiro lugar! É que o público apreciador desse tipo de cerveja é extremamente exigente, e, por isso, o produto deve estar à altura.

Tipos de cerveja artesanal

Uma coisa é certa: quem não gosta de cerveja nem é gente ainda não encontrou um tipo para chamar de seu! Afinal, o que não faltam são sabores e fórmulas diferentes para agradar todos os paladares.

Mas, para escolher um tipo de cerveja, é preciso, antes, conhecê-la, né? E, depois desse texto, vai ser mais fácil diferenciar as receitas. É para nunca mais ficar com cara de tacho quando perguntarem: Pilsen, Pale Ale ou Weiss? Bora!

O que é Lager?

Facilmente encontradas em mercados, bares e restaurantes, as cervejas do tipo Lager são velhas conhecidas dos apreciadores da bebida. Mas, afinal de contas, o que é Lager?

O que define esse tipo de cerveja é a baixa fermentação resultante de um processo que acontece em baixas temperaturas. Os ingredientes principais? A famosa dupla malte-lúpulo.

Nasce assim uma cerveja equilibrada e refrescante, de amargor leve, que deve ser consumida gelada!

Pode ser que quem não conhece a Lager esteja mais familiarizado com as cervejas que fazem parte da sua família. Entre os estilos mais conhecidos desse grupo, estão:

  • Pilsen;
  • American Lager;
  • Vienna Lager.

Harmonização:

A Lager é a cerveja do barzinho e, por isso, é bem versátil. Por ser leve, ela vai muito bem com saladas, aves, peixes e alguns queijos. Também combina com oleaginosas como o querido amendoim. Quer dupla melhor?

A verdade é que a família mais democrática das cervejas dá certo com quase tudo, né? As Pilsens então, nem se fala! Experimente com as comidas de boteco clássicas: batata frita, pastel, croquete…

O que é Pale Ale?

Vamos às representantes da família Ale, cervejas de alta fermentação em altas temperaturas. São bebidas mais amargas em que a presença do lúpulo é mais pronunciada.

A American Pale Ale é a mais suave do grupo, e pode ser uma boa pedida para quem quer começar a provar novos tipos de cerveja artesanal.

A Indian Pale Ale, ou IPA, é uma cerveja mais forte, acobreada e amarga, com uma dose extra de lúpulo. Com sabores intensos, ela também tem um teor alcóolico maior. Vai com calma, viu?

A English Pale Ale também é do time das amargas e, por isso, é conhecida como bitter. Elas têm um equilíbrio entre o doce, marcado notas de caramelo, e o amargo que é bem característico.

Dá para listar algumas dezenas de tipos de cerveja Pale Ale aqui. Todos os dias, os mestres cervejeiros criam uma nova combinação. Por isso, não estranhe ao se deparar com uma Juicy ou Milkshake IPA na cervejaria, tá?

Harmonização:

Cervejas amargas e fortes combinam com pratos igualmente marcantes. Que tal incorporar esse tipo de cerveja a uma noite de comida mexicana ou indiana?

Mas, sem dúvidas, a combinação certeira e mais famosa é com os hambúrgueres artesanais. Com bastante queijo e bacon, de preferência!

O que é Weissbier? E Witbier?

O assunto, agora, é ele: o trigo! Isso mesmo: o grão do pãozinho francês faz também parte da receita de um famoso tipo de cerveja. Ou melhor, dois: Weiss e Witbier.

As duas bebidas são de fermentação alta e levam, além do trigo, água, levedura e lúpulo. Mas, qual é a diferença entre elas? Confira o quadro a seguir:

Weissbier

Witbier

Tem origem alemã e significa ‘branco’ no idioma.

É oriunda da Bélgica.

Segue a lei de pureza da escola alemã e, por isso, não tem nenhum tipo de fruta ou erva na sua composição.

Possui aromas cítricos e herbais, já que é comum adicionar coentro e cascas de laranja, por exemplo, na receita.

Deve ter, pelo menos, 50% de trigo maltado.

Pode ter de 30% a 50% de trigo em sua composição.

Coloração dourada.

É mais opaca, com cor amarelo palha.

O sabor é leve, mas ligeiramente doce, maltado.

A bebida é refrescante com sabor cítrico e baixo amargor.

 

Em todo caso, ambas as cervejas possuem teor alcoólico mais baixo e aspecto turvo, já que não costumam ser filtradas.

Harmonização:

Cervejas leves, mas com sabor marcante, Weiss e Wit vão muito bem com frutos do mar! Por isso, são as escolhas certeiras para acompanhar uma barca de comida japonesa, por exemplo! Além, é claro, de lagostas, camarões e mexilhões. Chique!

O que é Porter? O que é Stout?

E vamos de cerveja para o frio? Aquelas mais fortes e alcoólicas para aquecer o corpo no inverno? Conheça a Porter e a Stout!Inglesas, pertencentes à família Ale, com aparência de Coca Cola escuras e amargas, essas cervejas são parentes, quase irmãs!

A primogênita é a Porter, cerveja de alta fermentação que usa maltes castanhos em sua composição.

Depois, veio a Stout, uma versão ainda mais forte da bebida, que apresenta, principalmente, cevada torrada e não maltada na sua composição. Por isso, ela é amada pelos entusiastas do café.

Vale lembrar que, com a inovação que é característica do mercado cervejeiro, muita coisa mudou na composição das cervejas, e pode ser difícil diferenciá-las. Não se preocupe!

Harmonização:

Com sabores potentes, essas cervejas escuras combinam com queijos de sabor marcante, como o gorgonzola. Vão muito bem com sobremesas de chocolate também!

Já sabe, né? Na próxima frente fria, que tal combinar a bebida com um fondue caprichado?

Por dentro dos tipos de cerveja artesanal? Explore mais!

São muitos nomes, sabores e texturas nesse universo, né? Agora, já é possível diferenciar os tipos de cervejas mais famosas umas das outras.

Mas não é para se preocupar com nomes e rótulos! A melhor cerveja é aquela que te acompanha nos momentos especiais, deixando as experiências mais saborosas.

Que tal escolher sua bebida favorita (com moderação, hein?) e viver algo novo hoje? Visite o nosso portal e descubra feiras, festivais e shows. Se harmonização é com você mesmo, explore a coleção de Gastronomia da Sympla.

Você é organizador de eventos? Explore o Blog do Produtor!