Um dos grandes desafios vividos por produtores de cursos online é manter os alunos engajados durante o tempo necessário para finalizar a formação. Por isso, apostar em formatos criativos de conteúdo pode ser a chave do sucesso desse tipo de curso.

Para te ajudar nessa missão, selecionamos cinco formatos criativos de conteúdo que você pode considerar no planejamento das aulas do seu curso online, além das já tradicionais videoaulas. Confira a seguir.

Vantagens de usar a criatividade em cursos online

Se você já produziu algum curso online, provavelmente já sentiu o que vamos afirmar: quanto mais engajado um aluno, maior é o potencial para que ele conclua o seu curso de forma satisfatória. Como consequência, ele se torna praticamente uma mídia espontânea do seu curso, divulgando-o para outras pessoas.

Ou seja, manter o seu aluno satisfeito é um meio de se destacar da concorrência. Assim, você também consegue chegar a outras pessoas interessadas no seu curso, enquanto usa o boca-a-boca para vender mais.

Além disso, em um curso online, você lida com pessoas com diferentes perfis e interesses. Para agradar mais pessoas, criar formatos criativos de conteúdo é um excelente caminho. Ao oferecer materiais diversificados, você propõe novas formas de aprendizado, tornando o seu curso mais interessante e dinâmico.

Ao pensar com criatividade nos formatos, você também terá mais prazer ao criá-los, permitindo que seus participantes fujam da monotonia que pode ser sentar em frente a uma câmera por horas a fio. Nós já comentamos sobre os desafios e dicas de se criar um curso online aqui.

5 formatos criativos de conteúdo

O formato mais comum e conhecido em cursos online, atualmente, é o das videoaulas. Por isso, ele nem entra na nossa lista, isso já é o esperado! No entanto, isso não significa que não se trata de um modelo importantíssimo. Normalmente, alunos já esperam encontrá-lo em um curso online.

Nossas ideias a seguir servem como um complemento às videoaulas, para tornar a sua formação mais dinâmica e interessante. Conheça quais são:

1. E-books

Este formato é uma excelente opção para quem pretende investir em um material com baixo custo e grande impacto. Os e-books são excelentes para complementar o material das suas videoaulas, pois podem ser baixados pelo aluno, lidos e consultados a qualquer momento, sem necessidade de conexão com internet.

Saudades da apostila? Então, transforme-as em e-books!

Quando bem diagramado e com conteúdos relevantes, os e-books podem ser muito importantes para o processo de aprendizagem e formação do aluno.

Além dos e-books, é possível disponibilizar para seus alunos PDFs das apresentações usadas nas videoaulas e outros materiais complementares também. #ficadica

2. Testes

Antes de falar sobre esse tópico, temos uma aposta com você: provavelmente, você já gastou uns bons minutos do seu dia fazendo algum teste na internet do tipo “qual seu signo na balada?”, “quão criativo você está?”, “qual é o seu estilo de comunicação?” etc.

Antes de se culpar pela “distração” na produtividade, pense bem porque isso aconteceu. Podemos te garantir que não foi à toa!

Os testes são um formato com grande potencial viral na internet e, claro, engajamento do público – as enquetes dos stories no Instagram que o digam!. Por isso, você pode incluir alguns testes no seu curso. Essa é uma forma bem criativa, que pode ser inclusive divertida, de testar o conhecimento dos seus alunos e engajá-los.

Além de quebrar a rotina e fixar aprendizados.

3. Infográficos

Se o conteúdo do seu curso envolve a apresentação de dados e estatísticas, recomendamos incluir infográficos no seu planejamento de aulas.

Esse formato permite apresentar, de forma visual, informações que podem ser consideradas complexas em outros formatos.

Dessa forma, a assimilação do conteúdo se torna mais fácil, interessante e lúdica. Os infográficos também são ótimos recursos para apresentar resultados de pesquisas e conteúdos do tipo passo a passo.

Um bom infográfico entrega, em uma só olhada, um monte de informações ricas juntas. É uma ótima maneira de você entregar, por exemplo, um resumo visual de cada aula.

4. Podcasts

2019 foi considerado o ano do podcast. Essa afirmação pode parecer um pouco exagerada, mas é só olhar por algum tempo para as plataformas de streamings de áudio para perceber o espaço que essa mídia vem ganhando nos últimos anos.

De acordo com a pesquisa VoltData, os 100 principais podcasts brasileiros cresceram 200 vezes desde 2005. Impressionante, não?

Os podcasts são uma espécie de programa de rádio online. Cada vez mais, novas produções e estilos surgem nesse formato. Os cursos online não ficam de fora. Um podcast pode ser uma excelente ferramenta de transmitir conteúdo em áudio para seus alunos. Quem nunca preparou o almoço ou lanche escutando um podcast ou programa de rádio?

É possível, inclusive, produzir todo o curso tendo esse formato como o principal. Mas, claro, quem vai direcionar se esse é o melhor caminho ou não é você, por meio de um entendimento aprofundado de quem é o seu público.

Pense nos podcasts como uma solução complementar ao seu conteúdo visual. Ele também é uma forma criativa de aumentar a inclusão do seu curso e conteúdo, comunicando-se com deficientes visuais, por exemplo.

5. Transmissões ao vivo

As transmissões ao vivo podem ser o grande diferencial do seu curso. Afinal, é um momento no qual os alunos terão contato com o professor para tirar dúvidas e aprender mais sobre o conteúdo.

Ao produzir esse conteúdo nos perfis das redes sociais, por exemplo, você oferece um material diferenciado tanto para seus alunos, quanto para potenciais compradores do curso. Nesse caso, se torna também uma excelente ferramenta de marketing e divulgação.

Já ao oferecer as lives de forma privada, você cria um espaço de troca entre alunos e com o professor. Uma mentoria em grupo, por exemplo. Por aqui, você pode usar o Sympla Streaming para isso.

Todo mundo sai ganhando!

Quais formatos usar no meu curso?

Como você já deve imaginar, não existe uma resposta padrão para essa pergunta. Mas, existe um caminho que pode te ajudar a chegar a ela: conhecer o seu público!

Considere alguns pontos, como:

  • Quais são as necessidades reais das pessoas com potencial de adquirir o seu curso?
  • Como é a rotina dessas pessoas, seu dia-a-dia?
  • Em que momento do dia pretendem realizar a formação?
  • O seu curso é voltado para um ambiente corporativo?
  • Em que momento da vida estão essas pessoas? Já trabalham? Ainda estão estudando? Já fizeram algum curso online antes?

Reflita profundamente sobre essas questões, realize pesquisas de opinião e, a partir daí, defina como e quando usar os formatos disponíveis.

Você pode chegar à conclusão, por exemplo, que seu público não tem tempo para consumir o conteúdo na frente de um computador ou celular. Nesse caso, o podcast pode ser uma excelente saída para que o material seja consumido entre deslocamentos ou, mesmo, enquanto realiza outras atividades rotineiras.

Pense que as sugestões deste post funcionam como uma caixa de ferramentas. Cada um escolhe as suas, de acordo com a solução e planejamentos desejados.

E aí, gostou das nossas dicas? Com o Sympla Play você pode criar seus cursos online e disponibilizar conteúdos em vídeo, texto, aulas e em outros formatos para a sua audiência.

Então capriche no planejamento e na produção de conteúdos diversificados para seus cursos online e garanta o sucesso das vendas. Crie já seu curso online no Sympla Play!