Você sabe como fazer um projeto de ensino híbrido? Essa modalidade de aprendizagem vai muito além da mera combinação de aulas online e presenciais.

É importante que organizadores de eventos educacionais conheçam o formato e saibam aproveitar com inteligência as vantagens que ele oferece aos professores e estudantes.

Por isso, neste artigo você verá:

  • o que é ensino híbrido?
  • quais são as vantagens do ensino híbrido?
  • como mesclar aulas online e presenciais em eventos educacionais?
  • como a Sympla pode te ajudar a fazer eventos híbridos incríveis?

O que é ensino híbrido?

A educação híbrida é uma metodologia que mescla aulas online e presenciais. Ou seja, uma parte dos conteúdos é oferecida de forma virtual e a outra fisicamente, na sala de aula tradicional.

O modelo, também conhecido como blended learning — sistema de formação em que a maioria das aulas são transmitidas em curso à distância —, depende do acesso à internet e do uso de ferramentas digitais como uma forma de expandir a experiência de aprendizagem para o ambiente virtual.

Diferente do formato de aula tradicional, em que a turma fica sentada diante do professor que passa os conteúdos na lousa, o formato híbrido dá mais autonomia ao estudante e oferece a possibilidade de um ensino personalizado.

A modalidade permite que discentes e docentes:

  • tenham acesso a uma plataforma onde eles possam interagir à distância;
  • enviar e receber compartilhem materiais e conteúdos complementares;
  • esclareçam dúvidas;
  • debatam temas vistos na sala de aula presencial;
  • realizem atividades avaliativas;
  • e muito mais!

Quais são as vantagens do ensino híbrido?

Tanto o formato de ensino à distância, quanto o modelo tradicional possuem prós e contras muito complementares. Por isso, a educação semipresencial pode ser considerada como a união dos benefícios de cada uma das formas de aprendizagem.

O ensino híbrido permite que os alunos mantenham o relacionamento interpessoal, tenham contato direto com a prática das disciplinas, sem dispensar a flexibilidade de poder assistir às aulas de qualquer lugar.

Além disso, as restrições impostas pela pandemia da Covid-19 chamaram mais atenção para essa alternativa, que já se tornou uma preferência dos estudantes.

Segundo pesquisa realizada pela Educa Insights em parceria com a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), entre 28 de julho e 4 de agosto de 2021, a maioria dos estudantes brasileiros gostaria que o formato de aula híbrida fosse mantido.

Esse desejo não é à toa, pois a educação híbrida oferece uma série de vantagens. São elas:

  • otimização do tempo;
  • menor desgaste e custo com deslocamento;
  • mais autonomia para os alunos;
  • aulas mais dinâmicas;
  • processo de construção do conhecimento mais efetivo e interessante;
  • personalização de conteúdos.

#DicaSympla: Plataforma de cursos: descubra as vantagens para o produtor de conteúdo

Como mesclar aulas online e presenciais em eventos educacionais?

O formato de ensino híbrido já é uma realidade, mas para que ele seja positivo é preciso saber planejar bem as aulas online e presenciais.

As ferramentas tecnológicas devem ser usadas a favor do produtor ou professor, com o objetivo de proporcionar aos estudantes a melhor experiência de aprendizagem.

Também é preciso escolher estrategicamente os conteúdos que serão apresentados no modo virtual e os que serão explorados na sala de aula tradicional.

Veja o passo a passo de como promover o ensino híbrido de forma efetiva nos seus projetos educacionais, sejam eles eventos ou cursos!

1. Defina os objetivos do curso ou disciplina

O primeiro passo para planejar um curso ou disciplina, em qualquer formato de aula (presencial, híbrido ou remoto) é definir os objetivos a serem alcançados com os conteúdos que serão desenvolvidos.

Para isso, o organizador deve responder algumas perguntas, como:

  • quais habilidades os alunos vão aprender?
  • o que será ensinado?
  • quais ferramentas podem facilitar o ensino?

As respostas servirão como uma espécie de guia para o planejamento das aulas.

2. Crie um roteiro para as suas aulas híbridas

É indispensável a elaboração de um roteiro do curso, pois, por meio do seu compartilhamento, é possível garantir que todos estão cientes dos conteúdos e atividades que serão trabalhadas. Além disso, o recurso ajudará a saber se a disciplina está caminhando no ritmo planejado.

Na elaboração do roteiro, o organizador pode incluir informações como:

  • objetivos do curso no formato híbrido;
  • as tarefas que serão realizadas no curso;
  • atividades e provas que serão realizadas;
  • prazos de entrega dos trabalhos;
  • ferramentas e materiais que serão utilizados;
  • tópicos que serão abordados em cada módulo;
  • métodos de ensino que serão aplicados;
  • entre outros.

3. Explore diferentes formatos de apresentação dos conteúdos

Lembre-se que uma das vantagens do ensino híbrido é dar mais autonomia aos estudantes. A apresentação do conteúdo não deve se limitar aos professores. É interessante explorar diferentes níveis de atividades interativas. É possível, por exemplo, disponibilizar aulas gravadas para os alunos assistirem quando bem quiserem.

O segredo para manter o engajamento dos estudantes é ser criativo e apostar em formatos de apresentação diferentes, que possam oferecer um maior nível de aproveitamento para cada conteúdo.

Por exemplo, em uma aula de língua estrangeira, pode valer a pena testar o aprendizado dos estudantes em um game para completar trechos de uma música. Dessa forma, é possível avaliar a escuta e a escrita dos alunos.

O ensino virtual também rompe barreiras geográficas. Para o plano de aulas virtuais, o organizador pode incluir palestras com especialistas de outras regiões.

A escolha de como os conteúdos serão ensinados também deve estar alinhada com os objetivos inicialmente traçados para o curso.

4. Crie um plano de avaliação de aprendizagem

Não se esqueça de determinar modos de avaliação. Essa é uma etapa importante para verificar se os objetivos da disciplina foram alcançados de acordo com o desempenho da turma.

Esses testes podem ser aplicados em diferentes momentos do curso, como:

  • no começo das aulas — para medir o nível da turma em relação ao assunto que será desenvolvido;
  • durante o curso — para verificar a absorção de conteúdos específicos;
  • ao final do curso — para uma avaliação mais geral do curso como um todo.

Além disso, é possível inovar e sair do formato tradicional de aplicação de provas na sala de aula presencial. Há muitas ferramentas que podem ser utilizadas nesta etapa da educação híbrida, como os questionários on-line e testes gamificados, por exemplo.

Planeje cursos híbridos incríveis com a Sympla!

Gostou das dicas de como planejar seus cursos e disciplinas no formato híbrido? Com o apoio da Sympla é muito mais fácil produzir eventos de educação nesta modalidade.

A Sympla oferece soluções completas para produtores de eventos e empreendedores digitais. Com o Sympla Streaming, é possível transmitir ao vivo as aulas presenciais, para serem assistidas de qualquer lugar. Já no Sympla Play, o produtor pode disponibilizar gravações do seu curso, permitindo que o aluno acesse quando quiser, como um conteúdo on demand.

Os recursos da plataforma permitem que o organizador tenha total autonomia para cadastrar, gerenciar e acompanhar todas as informações do seu evento ou conteúdo, seja da parte digital ou presencial.

É possível acompanhar as inscrições em tempo real, fazer a gestão dos participantes, verificar dados demográficos e de interesse do seu público e muito mais!

Veja mais sobre as soluções da Sympla e conquiste mais alunos para o seu evento ou curso híbrido com quem entende do assunto!