O planejamento de um evento começa muito tempo antes de sua realização. Por isso, é preciso manter a atenção para um dos aspectos mais importantes deste planejamento: a criação de uma identidade visual poderosa.

De forma simplificada, podemos dizer que a identidade visual de um evento é a forma como ele é visto, incluindo o que ele representa, o que apresenta ao seu público e os sentimentos que ele desperta de forma coletiva. Assim, essa etapa é essencial para que haja a identificação por parte do público e, consequentemente, a procura e o interesse das pessoas em conferir de perto o que o evento oferece.

Dicas essenciais para criar a identidade visual de um evento

Criar a identidade visual de um evento é injetar personalidade à marca através de propostas visuais.

Algo que facilita esse processo de criação é imaginar como o seu evento seria se ele fosse uma pessoa: Como se apresentaria? Que estilo ele teria? Como ele se relacionaria e se comunica?

Definir essa identidade visual, porém, não precisa ser algo extremamente complicado, como muitas pessoas julgam. Pelo contrário, é possível seguir algumas dicas que ajudam a transformar esse processo em algo intuitivo e fácil de ser desenvolvido. Assim, separamos 10 dicas que são essenciais para ajudar a criar a identidade visual de um evento. Confira!

1. Entenda o que é a identidade visual de um evento

10 dicas essenciais para criar a identidade visual de um evento

Parece simples, mas por não entenderem exatamente o que é a identidade visual de um evento, assim como a sua importância, muitas pessoas acabam não desenvolvendo essa etapa, o que interfere diretamente no sucesso da marca.

A identidade visual de um evento é uma junção de elementos que comunica ao público o que você está vendendo. Afinal, se você não consegue definir a cara do evento, como seus clientes podem se interessar por ele?

Entre os elementos que fazem parte dessa identidade visual estão logotipos, fontes, cores, ilustrações, fotos e alguns outros aspectos que, quando definidos, são usados ​​como base de todo o material promocional do evento – além de sua cenografia e a produção em si.

2. Conheça o seu público-alvo

10 dicas essenciais para criar a identidade visual de um evento

Uma identidade visual forte é aquela que traduz o quanto aquele evento compreende muito bem quem é o seu público-alvo, sabendo como se conectar a ele.

Cada vez mais, os consumidores estão se afastando do impessoal e buscando a conexão com marcas com as quais se identificam e se sentem representados, marcas que trazem personalidade e fogem do genérico, do “lugar comum”.

Parte do papel da identidade visual de um evento é garantir que sua personalidade brilhe e se torne uma parte marcante da mensagem que o evento quer transmitir ao mundo. Por isso é importante saber que tipo de mensagem o seu público-alvo consome para acertar na comunicação.

Para ajudar, você pode fazer algumas perguntas e anotar as respostas:

• Qual a faixa etária do público, seus interesses e perfil? Você consegue descrever 2 ou 3 tipos de pessoas que são a cara do seu evento?

• Qual o estilo do evento e o que ele tem de mais especial? É um evento mais formal? Ou é descontraído? É um evento de negócios? Uma balada? Uma festa country ou um festival de rock? Tudo isso vai influenciar na escolha de sua identidade visual.

• O que você quer destacar em sua identidade visual? Quais os valores mais importantes do seu evento? Inovação, tradição, luxo, hedonismo, diversão e humor são alguns dos valores que podem servir como guias para a identidade visual do seu evento.

Lembre-se sempre que seu evento depende justamente das pessoas que os frequenta. Assim, conhecê-los muito bem é a melhor forma de saber como se conectar a eles.

3. Escolha um bom designer

A ajuda de um profissional que entende do desenvolvimento da identidade de um evento faz toda a diferença no resultado do trabalho. Por isso, contratar um bom designer é essencial.

Existem diferentes estilos de profissionais voltados para técnicas e projetos diversos, mas a dica é escolher um designer que tenha “match” com o estilo de seu evento.

Sabendo que tipo de imagem você quer que no seu evento transmita, a escolha do profissional deve seguir o mesmo estilo. Não dá para contratar alguém super artístico e conceitual, por exemplo, se a sua intenção é a criação de uma a identidade visual mais tradicional para um evento mais corporativo.

Para ajudar na escolha, sempre peça o portfólio do designer em questão. Veja se a proposta dos outros trabalhos daquele profissional é semelhante ao conceito do seu evento. E não tenha receio de mudar a escolha do designer caso você se sinta mais à vontade com outro estilo de profissional.

4. Dê atenção ao seu logotipo

Uma das formas mais icônicas de se reconhecer uma marca é através do seu logotipo. Esse elemento da identidade visual se apega à memória, ajudando no reconhecimento do evento de forma simples, porém muito forte.

Para o desenvolvimento de um bom logo, algumas informações valem a pena, como sempre optar por algo mais simples e limpo, o que é muito mais fácil de se tornar memorável que criações carregadas de informações (e de difícil aplicação em diferentes meios).

Leve em consideração também um logotipo que transmita a essência da sua marca, a definição (ou não) do uso de símbolos, letras ou palavras, e se o estilo e a linguagem adotados têm a ver com o seu público.

Aqui, cabe “uma dica dentro da dica”: o livro “Design de Identidade da Marca”, da autora Alina Wheeler, tem ótimos exemplos sobre como criar um bom logo para a sua marca.

10 dicas essenciais para criar a identidade visual de um evento

Entre os exemplos mais interessantes, observamos o logotipo da Amazon, cujo trecho esclarece a ideia por trás do logo simples: “A seta dobra como um sorriso que transmite a ideia de serviço de atendimento ao cliente amigável e conecta o “a” ao “z”, pois a Amazon oferece tudo de A a Z. Está tudo lá”.

5. Defina as cores da sua identidade

10 dicas essenciais para criar a identidade visual de um evento

Pode parecer que certos detalhes fazem parte de um “mesmo combo”, mas não é bem assim. Por isso, escolher a cor é um dos itens mais importantes em qualquer identidade visual.

As cores são capazes de comunicar significados, provocar emoções e despertar impressões em cada pessoa. Logo, as cores certas são capazes de intensificar tudo o que você deseja comunicar sobre o seu evento através da identidade visual.

Como regra prática, tenha em mente que cores quentes (vermelho, laranja, amarelo) são mais chamativas e alarmantes, enquanto cores frias (azul, verde, lilás) são mais tranquilas e amenas.

Partindo de uma cor principal, é possível decidir as cores complementares e formar uma composição harmônica para a identidade visual de um evento.

6. Mantenha um padrão

Um dos principais pontos de uma identidade visual é ter em mente que, ao criar o seu logo e definir sua cores, um padrão será estabelecido para o seu evento. Assim, é preciso pensar nas suas múltiplas formas de adaptação desse padrão para materiais promocionais, mídias sociais, suporte e tudo o que levará a identificação da marca.

Desse modo, flyers, convites, ingressos, peças digitais, uniformes, banners, totens, placas, brindes corporativos e outros itens que compõem a estrutura devem manter a mesma unidade visual do evento.

Nem todas essas peças necessitam ter a marca impressa no mesmo tamanho, porém deve conter elementos que facilitem a ligação com a identidade do evento.

7. Aposte em um slogan

10 dicas essenciais para criar a identidade visual de um evento

Criar um bom slogan para o seu evento poderá  ajudar a transmitir a sua missão (por que seu evento foi criado) e seus valores (o que você é). Um exemplo de quem entendeu isso com maestria é a TED, cujo slogan “Idéias que valem a pena” traduz a essência do projeto de forma excelente, simples e eficaz.

Ao criar um slogan, pense no que você está oferecendo ao seu público-alvo e por que ele deve comparecer ao seu evento.

Esse mesmo slogan também pode ser utilizado na comunicação do evento nas mídias sociais, principalmente sendo utilizado em formato de hashtags. Para um evento, o uso de uma hashtag pode realmente aumentar sua exposição nas redes sociais, atraindo mais pessoas que pesquisam essa frase em particular.

8. Evite excessos

10 dicas essenciais para criar a identidade visual de um evento

O conceito de “menos é mais” não é repetido à exaustão por acaso. O excesso de informações na identidade visual de um evento deixará a identidade poluída, o que pode causar confusão no público. Com isso, o resultado acaba sendo justamente o contrário do desejado.

Acrescente apenas as informações necessárias e determinantes para atrair as pessoas para seu evento. Respeite a coerência da identidade visual do seu evento. Caso contrário, você confundirá as pessoas e elas não poderão identificar seu evento de forma direta.

9. Busque inspiração

Uma ótima forma de ter boas ideias para a identidade visual de um evento é buscando inspiração em projetos que já são sucesso. E essa inspiração pode vir através de leituras como a do ótimo livro “Roube como um artista — 10 dicas sobre criatividade” do autor Austin Kleon e publicado pela Editora Rocco.

Com uma leitura fácil e rápida, o livro é cheio de ótimas dicas para todo mundo que trabalha com criação, partindo da tese de Austin de que nada é original, mas sim fruto da criatividade e da inovação. O autor defende a ideia que podemos criamos a partir daquilo que amamos: dos livros que lemos, dos filmes que assistimos, das músicas que ouvimos, de todas as obras de arte que apreciamos etc.

Isso não significa plágio, o que o deia é copiar o que já existe, mas sim de se inspirar em casos que já são sucesso. Lembra do logo da Amazon que citamos acima? Que ideias você pode retirar dele?

Como diz um trecho do livro:

“Copie seus heróis. Perceba onde você fica aquém. O que existe aí que o torna diferente? Isso é o que você deveria ampliar e transformar em seu próprio trabalho”.

10. “Não seja baunilha”

Imagine o sorvete napolitano: temos o sabor chocolate, o morango e o baunilha. Na “paisagem” do sorvete napolitano, o baunilha some.

Quando dizemos que uma identidade visual “não deve ser baunilha”, é essa impressão que queremos evitar: sumir.

Uma forte identidade visual de um evento deve ser marcante a fim de destacar-se da concorrência. Por isso, estudar a concorrência também faz parte do processo de criação. Mas, lembre-se do item anterior: inspiração não é plágio. Veja como eles fizeram e faça diferente. Não os copie. “Roube como um artista”.

Caso você tenha alguma outra dica e queria compartilhar com a gente, manda ver! Nos envie uma mensagem que nós teremos o maior prazer em responder.