Em tempos de distanciamento social, nunca sentimos tanta falta de um abraço.

Enquanto não podemos nos reunir presencialmente para curtir todas as experiências de um evento real, as comunidades online são a melhor forma de manter a chama do seu público acessa depois que isso tudo passar.

Não chega a ser um abraço, mas sua comunidade online pode servir como um espaço de acolhimento, de trocas e daquela sensação boa de pertencimento. Além disso, manter a relação com a sua comunidade é uma forma de você mesmo manter a sua saúde mental em dia.

Agora que você já sabe a sua importância, que tal descobrir algumas dicas para fortalecer a sua comunidade online?

1. Faça pesquisas e peça a opinião da sua comunidade

Lembre-se sempre que as melhores ideias para engajar a sua comunidade você consegue justamente conversando com ela. Quem nunca teve uma ideia incrível e se decepcionou rapidamente depois de jogá-la para o mundo? Provavelmente é porque você não a testou antes.

Então, a melhor forma de fortalecer a sua comunidade é buscando saber o que ela procura.

Para isso, você pode criar uma série de quizzes divertidos nos seus stories, criar pesquisas usando o Google Form, fazer enquetes em grupos de Telegram ou no próprio WhatsApp… Use e abuse de todos os recursos que tiver para se comunicar com a sua comunidade e descobrir o que ela pensa.

Em seguida, use de forma ética e inteligente o conhecimento obtido para fortalecer a sua comunidade online.

2. Valorize suas ideias

Não é porque a comunidade é sua que você é dono dela. Entendeu? Calma, que eu te explico.

A Comunidade OCLB, por exemplo, é composta por cerca de 500 profissionais da indústria do entretenimento e das experiências ao vivo. Ela foi criada a partir dos nossos cursos, viagens em grupo e projetos de consultoria. Embora nós tenhamos reunido o grupo, isso não significa que somos donos dele. Nós somos anfitriões da comunidade, facilitadores de conexões e arquitetos de relações.

Nosso trabalho é dar palco para a comunidade brilhar.

Isso significa que é nossa obrigação incentivar e elogiar conteúdos ricos ou iniciativas bacanas da comunidade. Também, agradecer (em público) sempre que a comunidade nos dá uma ideia – e se você for colocá-la em prática, não esqueça de dar os créditos também.

Quanto mais elogios, agradecimentos e incentivos você dá, mais vai receber de volta. Simples assim.

3. Dê protagonismo aos seus participantes

Uma boa comunidade funciona como uma boa banda de jazz – ou o time de futebol da Alemanha, escolha a melhor comparação. Apesar de cada um ser especialista em sua posição, não existe um único protagonista, um único craque. Todos são atores principais e é o conjunto das estrelas do grupo que vai fortalecer a sua comunidade online.

Isso significa que você deve possibilitar espaços para que a sua comunidade brilhe. Pode ser uma live para que eles se apresentem e coloquem seus pontos de vista, projetos e desafios, ou um post nas redes sociais apresentando cada membro.

Uma banda de jazz tem os momentos solo, onde cada integrante vai lá e dá o seu show. Assim como num jogo de futebol, o meio-campo pode fazer uma armação incrível, o lateral um cruzamento espetacular e o goleiro defender um pênalti.

A moral aqui é essa: crie espaços para os membros da sua comunidade se destacarem. O papel do gestor de comunidades é ser um maestro ou um técnico. Ele está lá pra fazer a banda (ou o time) brilhar.

4. Lidere pelo exemplo

“Não me diga como fazer. Faça e eu aprenderei.” Gostou do ditado? Então, ponha em prática!

Liderar pelo exemplo é compartilhar com a sua comunidade os conteúdos que você gostaria que eles estivessem compartilhando por lá. É moderar seus grupos com bom senso, gentileza e firmeza, sempre que a necessidade se fizer presente. É se desculpar e admitir os erros quando acontecem. É mostrar fragilidade também. Nada é mais humano. A empatia gera confiança, e a confiança cria laços mais fortes.

A sua comunidade online será mais forte à medida que você conseguir ser um espelho das ações que espera dela.

5. Fure suas bolhas

No primeiro dia dos cursos presenciais do OCLB, assim que as pessoas chegam, nós entregamos para cada pessoa um pedaço de plástico bolha com um post-it escrito: “fure suas bolhas”.

Na prática, nós estimulamos que as pessoas saiam da zona de conforto, que procurem conversar umas com as outras, e que procurem explorar as diferenças do grupo.

Para uma comunidade online, uma ideia de furar as bolhas da galera é trazer perspectivas diferentes de pessoas de fora para enriquecer o grupo. Por exemplo, uma série de eventos online com convidados selecionados para discutir temas relevantes para a comunidade.

Outra dica para “furar as bolhas” é descobrir os interesses dos membros da sua comunidade, e em seguida criar encontros – online – para que elas possam apresentá-los.

Talvez você se surpreenda ao descobrir que dentro da sua comunidade existe um núcleo de fãs de games, por exemplo. Apesar de aparentemente essas pessoas não terem nenhuma outra afinidade entre si. Esse pode ser um bom ponto de partida para começar a explorá-las.

Muitas outras dicas para fortalecer a sua comunidade online você vai aprender pondo a mão na massa. Na base da tentativa e erro, mesmo.

Não tenha medo. Na dúvida, volte ao item 1 dessa lista. ;)