No início, havia o Orkut. A primeira rede social a conquistar o coração de dez em cada dez brasileiros online foi um sucesso. O segredo? Suas comunidades online.

O Orkut foi criado em 2004 por um engenheiro turco do Google chamado Orkut Büyükkökten. Em 2008, o endereço do Orkut na Internet já era o site mais visitado do Brasil. Dez anos depois, em 2014, o Orkut foi desativado pelo Google, deixando para trás uma legião de fãs carentes e indignados.

Foi o Orkut quem apresentou a milhões de Brasileiros as comunidades online. Com nomes engraçadíssimos, essas comunidades reuniam pessoas de interesses afins em torno de temas distintos.

Mas a maior conquista do Orkut foi unir pessoas diferentes dentro de um mesmo grupo, atraídas normalmente pelo nome da comunidade.

Apesar da rede ter acabado (quase, já que nesse ano foi lançado um aplicativo inspirado na rede social), suas comunidades online continuaram espalhando-se nesse mundão cada vez mais conectado.

Hoje, essas comunidades estão presentes em grupos de Whatsapp e Facebook, fóruns gringos como o Reddit, plataformas de tecnologia criadas especificamente para esse propósito (como a Tribe) e principalmente em jogos online em rede como Team Fortress 2, Battlefield e Left 4 Dead 2.

Agora que você sabe o que são comunidades online, entenda por que você precisa delas para o seu evento:

A verdadeira importância das comunidades online

Já ouviu falar em Stans? Pois bem: prepare-se porque ainda vai ouvir falar muito.

Stans são um novo tipo de fã. Mais que seguir um artista, eles “trabalham” para promover seus ídolos. O que diferencia um stan de um fã é que um stan acredita que o seu propósito de vida é lutar diariamente para impulsionar a carreira de seus musos ou musas inspiradoras.

Por exemplo, os stans do multimilionário DJ Calvin Harris se chamam “Calvinites”. Os stans da ícone pop norte-americana Taylor Swift são autodeclarados “Swifities”. Quando as duas celebridades se separaram, os Swifties organizaram-se para atacar o perfil do DJ nas redes sociais. Rapidamente, Calvinites se organizaram para defender o seu ídolo.

Durante a semana passada, stans de K-Pop mobilizaram-se para “floodar” comentários racistas e de extrema direita em protesto às manifestações que vem acontecendo nos EUA após o assassinato do segurança George Floyd.

Stans são fãs hardcore. Eles se mobilizam para defender causas, mas principalmente os artistas que são seus ídolos. Promovem músicas em playlists, votam para que seus artistas ganhem prêmios, enviam dezenas de mensagens para produtores de eventos pedindo para que seus ídolos se apresentem naquele próximo festival.

Stans se organizam em comunidades.

E a moral aqui é essa: comunidades online bem articuladas transformam o mundo.

Em uma das lives do ØCLB de Pijamas, enquanto conversávamos com Fernanda Nave e Fábio Seixas, sócios do festival Path, um dos participantes perguntou: “O que vocês recomendariam para um empreendedor que quer experimentar o formato online de eventos e que consiga ir além das lives?”

Fábio Seixas respondeu: “Se fosse você, começaria reformulando o problema. Não faça um evento digital. Crie uma comunidade digital.“

O maior segredo de um evento online de sucesso é esse. Não é a produção, a música ou a divulgação. É a capacidade que um organizador de eventos têm de engajar e mobilizar a sua comunidade online.

Porque é a partir da sua comunidade online que tudo começa. É ela quem vai te dar as melhores dicas, os maiores aprendizados. É chamando ela para perto que você vai aprender como organizar melhor os seus eventos. Por isso, se você fizer um trabalho bem feito, sua recompensa virá em forma de engajamento da sua comunidade. Quem sabe, ao ponto de você conhecer seus primeiros stans?

Em um mundo cada vez mais conectado, onde as pessoas possuem audiências próprias nas redes sociais, é a força da sua comunidade online quem vai responder pelo sucesso ou fracasso da sua produção.

#DicaSympla: Estudo de caso ØCLB: como reter e engajar sua comunidade com eventos online

O engajamento de comunidades online

Uma comunidade online engajada é a melhor propaganda para o seu negócio. Especialmente se ela estiver conectada por um propósito verdadeiro e inspirador.

O ØCLB, por exemplo, é uma comunidade composta por quase 500 profissionais de todo o Brasil que atuam na indústria do entretenimento. Os membros da nossa comunidade são chamados de “clubbers“. O propósito que nos une é “levar diversão a sério”, ou seja, trabalharmos pela profissionalização do entretenimento.

Um propósito é inspirador. É uma causa. O entretenimento traz impacto positivo para o mundo. Ele é a ponte que aproxima pessoas, quebra diferenças, mesmo culturais. Especialmente em tempos de distanciamento social, nunca o entretenimento foi tão valorizado.

Então, antes de finalizar a leitura, ficam as perguntas: Qual é a SUA comunidade? Como você se relaciona com ela? E qual é a causa, o propósito pelo qual ela se inspira e se engaja?

Pense nessas perguntas diariamente. Acredite: elas são a alma do seu negócio.