Você deve estar se perguntando: o que é Storytelling?

Storytelling nada mais é do que a prática de contar uma história estruturando a narrativa através de um conjunto de técnicas, de forma a transmitir uma mensagem.

As estratégias de Storytelling já são bastantes conhecidas no cinema e também em outras áreas. Recentemente, foi adotado pelo marketing e vem obtendo resultados surpreendentes!

Mas como podemos adotar as técnicas de Storytelling para o marketing de eventos? Para te ajudar, criamos seis passos explicando como o Storytelling é importante na hora de divulgar o seu evento. Vamos lá?

#DicaSympla: Confira também o nosso artigo sobre como montar um curso a partir de suas experiências profissionais!

O que é Storytelling? Saiba como explorar essa ideia e defina um objetivo

Na verdade, todos nós sabemos contar histórias. E isso é uma prática antiga: há cerca de 30 a 100 mil anos, o homem desenvolveu a linguagem e começou a se comunicar com seus semelhantes.

Obviamente, a linguagem foi se desenvolvendo e a comunicação foi expandida. Contamos histórias a todo momento: na mesa de bar com amigos, na sala com os filhos e até mesmo nas redes sociais.

Parece exagero, mas até para transmitir emoção você precisa se planejar. Por isso, descreva com detalhes a evolução da história que você decidir contar sobre seu evento.

Descreva os personagens (artistas, staff, produtores) e o mais importante: o momento em que a história vai acontecer e quais as mídias escolhidas para o público acompanhar todo o trabalho.

#DicaSympla: Leia também as dicas que preparamos neste artigo sobre como divulgar um evento.

Pesquise, explore e crie o briefing da sua história

Assim que definir seus objetivos, escolher com quem você quer se comunicar e a história que deseja contar, está na hora de explorar suas ideias e criar seu briefing. Ou seja, dar informações precisas sobre o que será transmitido ou mensagem que será contada!

Portanto, seja inspirado por cada detalhe da sua história. Além disso, você pode buscar referências em cases de sucesso de outras marcas ou eventos para se inspirar quando criar seu briefing.

Nesta fase criativa, comece a juntar todas as ideias que você precisa para organizar e construir a sua história. O mais importante, então, é anotar tudo que vier na sua cabeça em um papel, bloco de notas ou o que quiser para estar pronto para a próxima etapa.

Faça um bom roteiro

Agora que você já aprendeu o que é Storytelling e o que deve ser transmitido para o seu público, está na hora de elaborar o roteiro!

Com o briefing pronto, comece a escrever, focando na sua proposta inicial. O ideal é definir isso na hora do briefing e, por isso, é importante não pular a etapa de pesquisas e ideias, também conhecida como brainstorming.

Não se esqueça de manter uma linha para seu raciocínio e para a narrativa. Toda história precisa de começo, meio e fim! Por isso, você pode dividir o roteiro em três partes:

  1. Conflito: é a parte da história em que as personagens são desenvolvidas.
  2. Clímax: é o ponto em que a ação atinge seu momento crítico, momento de maior tensão.
  3. Desfecho: é a solução do conflito desenvolvido pelas ações dos personagens.

Outra dica é criar personagens humanos, sendo assim, o público do seu evento se identificará com sua história mais rápido.

Não esqueça de criar os famosos CTA’s (Call to action) e adicioná-los no seu site ou na página do evento. Isso ajudará criar gatilhos mentais no seu público e o estimula a interagir ativamente com o seu evento. E, por fim, nunca deixe de revisar o seu conteúdo.

#DicaSympla: Confira também neste post o que é persona e qual a importância de criar uma para seu evento.

Desenhe o plano de ação da sua história

Com o roteiro pronto, é hora de colocar a sua história em um plano de ação. Não se preocupe se, num primeiro momento, você não conseguir pensar no próximo passo para levar sua história adiante!

Para evitar isso, faça uma lista e aponte as tarefas a serem executadas durante todo o processo. É possível que você esbarre em alguma ideia nova e surpreendente.

Crie uma representação visual do seu plano de ação para facilitar a elaboração de metas mensuráveis e o estabelecimento de prazos de entrega para a sua equipe.

Compartilhe em suas redes sociais

Com um bom planejamento alinhado a um roteiro de qualidade, você terá uma forma bem elaborada e criativa de contar às pessoas a sua história. E, sem dúvidas, será um sucesso total!

Não esqueça de reunir todo material que ajudará a compor a sua história, como imagens, fotos, áudios e vídeos. Depois disso, é só compartilhar a sua história nas redes sociais do seu evento.

Mas lembre-se: a chave para obter uma história que envolve as pessoas é a paciência, principalmente nas redes sociais. Por isso, sempre tenha em mente o perfil do seu público e como é possível utilizar as emoções para desenvolver uma história que seja naturalmente envolvente.

#DicaSympla: Confira também o nosso post sobre como divulgar o seu evento nas redes sociais :)

Não esqueça de analisar o feedback e repensar suas ações

Neste ponto, o ciclo de narrativa parece que terminou. Mas não! É hora de analisar todas as suas ações e entender como a história tem envolvido o público do seu evento.

O monitoramento e a classificação de cada ação, a fim de tornar mais fácil a análise e relatórios, são fundamentais para essa etapa.

É aqui que você verá se a sua história está tendo o resultado desejado. E se não estiver saindo como planejado, esse é o momento de repensar todas as ações e começar tudo de novo.

Agora que você já sabe tudo sobre o que é Storytelling, que tal começar a contar a história do seu evento com essa técnica? Aproveite e saiba mais sobre a Sympla!