É fundamental que o produtor saiba distinguir os diferentes tipos de eventos corporativos existentes. Assim, será possível reconhecer suas oportunidades, além de ser mais estratégico na promoção de um negócio.

Os eventos corporativos impactam a imagem das empresas e influenciam no seu relacionamento com colaboradores, clientes e parceiros.

Conhecer e produzir esse tipo de evento, em todas as suas variações, é interessante para qualquer produtor.

Para ajudar nessa tarefa, este post irá listar alguns dos eventos mais comuns nesse meio. Confira!

9 tipos de eventos corporativos

Existem diversos tipos de eventos corporativos, cada um com o seu objetivo específico. Algo que eles compartilham é o propósito comum de desenvolver um negócio por meio da troca de conhecimento e informação.

Veja a seguir quais são os mais comuns!

1. Palestras

Entre os principais tipos de eventos corporativos, as palestras são o formato mais comum e de produção mais simplificada. Isso porque elas têm um curto período de duração — entre 30 e 60 minutos — e giram em torno de um palestrante, que é uma figura de autoridade sobre o assunto escolhido.

Nesses casos, ele transmite seu conhecimento e experiência e, em seguida, é aberta uma rodada de perguntas para que os participantes tirem suas dúvidas.

2. Mesas-redondas

O objetivo das mesas-redondas é gerar discussões sobre um determinado assunto. Nesses tipos de eventos corporativos, são convidados vários palestrantes que, em um mesmo espaço, expõem suas ideias sobre o tema — que podem ser divergentes — e, depois, debatem uns com os outros.

Aqui, a figura do moderador, responsável por controlar o debate e as interações entre convidados e plateia, é importante para que seja respeitado o tempo do evento.

3. Congressos

Os congressos são grandes eventos corporativos que podem acontecer durante alguns dias. Nesse período, são realizados diversos outros encontros menores, como os citados acima, que giram em torno de uma temática em comum, como da área da saúde.

4. Convenções

As convenções são parecidas com os congressos, mas, como diferença marcante, têm a participação mais intensa dos participantes, uma vez que o objetivo principal aqui é fazer uma espécie de brainstorming. Ou seja, são reunidas pessoas com interesses em comum para pensar em uma solução ou plano para determinadas situações.

5. Feiras

As feiras são eventos corporativos mais voltados para a exposição do negócio, dando demonstrações dos produtos e serviços realizados pela empresa. O foco delas é promover networking, seja ganhando mais visibilidade entre o seu público-alvo ou formando parcerias.

Normalmente, os organizadores de feiras reúnem diversas iniciativas que se relacionam de alguma forma com o interesse dos participantes. Cada convidado recebe um stand e deve seguir as regras pré-estabelecidas. Por exemplo, é comum que a comercialização seja proibida nesses ambientes.

6. Roadshows

“Road”, em português, significa estrada. O conceito desse tipo de evento corporativo é percorrer diversas localidades, em forma de circuito, como uma exposição itinerante.

Comumente, são como feiras ambulantes, levando demonstrações dos produtos e serviços para lugares de interesse, sendo uma ótima solução do ponto de vista promocional. Entretanto, em casos de empresas com muitas filiais ou franqueadas, também pode ser uma forma de treinar todos que utilizam o nome da marca.

7. Bootcamps

Bootcamps são um tipo de evento corporativo muito recente, que se originou em 2011. O seu conceito é ser uma espécie de curso imersivo e intensivo. Por esse motivo, eles focam exclusivamente na prática, tendo como objetivo aprimorar uma habilidade específica de maneira dinâmica.

8. Treinamentos e cursos

Os cursos e treinamentos, assim como os bootcamps, têm o objetivo de capacitação. Entretanto, existem diferenças marcantes entre eles.

Treinamentos costumam ser mais curtos e mais práticos. Eles possuem o objetivo de transmitir ou reciclar habilidades para uma determinada prática ou função. Um bom exemplo são os casos de admissão de novos funcionários. Os cursos, por sua vez, envolvem os conhecimentos teóricos necessários para o desempenho de uma atividade.

Então, um novo colaborador contratado no setor de marketing de uma empresa, por exemplo, pode fazer um curso para aprender a analisar métricas e um treinamento para saber como usar uma ferramenta específica.

9. Workshops e oficinas

Workshops são eventos curtos, de até dois turnos de quatro horas. Por isso, costumam ser mais intensos e dinâmicos e têm como base a aprendizagem por experiência.

Geralmente, há, primeiro, uma exposição do conteúdo. Em seguida, os participantes discutem o tema e, depois, partem para uma prática em grupo. Por fim, os resultados são apresentados na fase de conclusão.

Como ter sucesso em todos os tipos de eventos corporativos?

Em todos esses tipos de eventos corporativos, a organização é fundamental para que tudo dê certo. Por mais que as etapas de planejamento variem conforme a ocasião, algumas são essenciais em seja qual for o caso.

Por exemplo, é sempre fundamental controlar o orçamento disponível, definir a persona do evento, pensar na programação, na infraestrutura e na divulgação. Em todos esses processos, contar com uma ferramenta como a Sympla facilita muito o trabalho.

A Sympla é a maior plataforma de gestão de eventos e venda de ingressos do Brasil. Conheça as soluções da Sympla e veja como ajudamos os produtores.