Versáteis, escaláveis e lucrativos, os infoprodutos são um caminho para quem deseja empreender na Internet. Por meio desses produtos digitais, é possível monetizar conhecimentos e habilidades, diversificando as fontes de renda.

O infoprodutor pode explorar uma série de formatos, elegendo aqueles que têm uma melhor resposta do público. Neste texto, é possível conferir os tipos de infoprodutos mais vendáveis e populares, como:

  • cursos online;
  • e-books;
  • podcasts;
  • audiobooks;
  • programas de mentoria;
  • entre outros.

Continue lendo para saber mais sobre esses materiais e as oportunidades que eles podem trazer!

O que são infoprodutos?

Os infoprodutos são conteúdos digitais compartilhados gratuitamente ou vendidos por meio da Internet. Eles são, majoritariamente, conteúdos que ensinam as pessoas sobre determinado assunto, ou seja, passam alguma informação relevante para seu público. Por esse motivo, muitos são cursos online que buscam resolver alguma necessidade.

Por exemplo, um profissional da área da beleza e que trabalha com cabelos, pode desenvolver um infoproduto sobre como fazer a gestão de um salão ou ensinar diferentes tipos de cortes, como pintar, entre outros temas. Assim, aqueles que desejam entrar nesta área podem adquirir o curso, assistir às aulas e aprender.

Eles não demandam um capital inicial robusto para serem produzidos e, por isso, são muito lucrativos. Além disso, não há limitações quanto ao estoque ou às distâncias: a venda acontece em poucos cliques, quantas vezes forem necessárias.

Como os custos de manutenção também são reduzidos, a comercialização de infoprodutos é uma atividade de baixo risco.

1. Ebooks

Os ebooks são livros digitais que podem ser lidos tanto em computadores quanto em dispositivos móveis. Esse material é muito utilizado para levar conhecimento para o público, permitindo maior aprofundamento no assunto.

O legal dele é que pode ser distribuído para download gratuito – como uma isca digital, ou seja, um material que as pessoas recebem após preencher seus dados em troca do conteúdo. Essa é uma forma muito eficiente de conquistar mais leads para as empresas.

Além disso, produtores podem vender livros digitais diariamente. O e-book tem a vantagem de ser um material mais simples de ser feito, e traz muito valor ao leitor, dependendo do tema e qualidade das informações.

2. Podcasts

O podcast é outro tipo de infoproduto que faz muito sucesso. Ele busca transmitir conhecimento por meio de programas em formato de áudio e é muito fácil de ser consumido. Afinal, basta a audiência ouvir o episódio mesmo enquanto estiver fazendo outras atividades.

Um estudo feito pela Globo, em parceria com o Ibope, mostra que 57% dos entrevistados começaram a ouvir podcasts durante a pandemia. Além disso, a pesquisa revela que o Brasil está em quinto lugar no ranking mundial dos que tiveram um crescimento mais acelerado no consumo deste formato de conteúdo.

3. Audiobooks

Assim como os podcasts, o audiobook também tem essa vantagem de ser um infoproduto que as pessoas podem ouvir enquanto estão realizando outras tarefas da rotina, como no trajeto para algum local.

A diferença é que um audiobook, geralmente, é a narração de um livro já existente, já o podcast é um programa contínuo, com múltiplos episódios, cada um apresentando um tema. Uma facilidade para os ouvintes é a opção de acelerar o áudio, facilitando o consumo do material.

3. Programa de mentoria online

Os programas de mentoria online são infoprodutos personalizados, em que especialistas em um determinado tema se reúnem ao vivo com seus mentorados em uma videoconferência. No encontro virtual, o conhecimento é compartilhado ao vivo (em vez de um curso com aulas gravadas) e as pessoas podem trocar experiências e fazer perguntas.

4. Vídeoaulas e workshops

Um dos formatos mais famosos de infoproduto é o modelo de vídeoaulas disponibilizadas em workshops online. Esses eventos virtuais fazem parte das estratégias de pré-lançamento de cursos, por exemplo. O especialista compartilha o seu conhecimento por meio dos vídeos para aqueles que se inscreverem para o evento.

Além dos vídeos, é comum que os produtores desses infoprodutos também distribuam outros conteúdos complementares ao vídeo, como um PDF, checklist ou planilha.

#DicaSympla: entenda a diferença entre curso e workshop aqui.

5. Cursos online

De acordo com o Censo da Educação Superior 2020, nos últimos dez anos, o número de matrículas em cursos presenciais diminuiu 13,9%, enquanto nos cursos de Ensino à Distância (EAD) aumentou 428,2%. A procura por cursos online já vinha em uma crescente, o que se intensificou devido à pandemia.

Sendo assim, o curso online é um dos infoprodutos mais vendidos na internet. Geralmente, as aulas são disponibilizadas em alguma plataforma só para membros, como a Sympla. Nela, os vídeos ficam estruturados em módulos, para que o aluno siga a sequência das aulas para adquirir os conhecimentos.

No Sympla Play, os infoprodutores encontram um local completo, seguro e simples para disponibilizar e vender seus cursos online. É uma forma do produtor compartilhar vídeos e aulas desenvolvidas para os alunos aprenderem de forma didática quando e onde quiserem.

A venda de cursos online gera muitas oportunidades de negócio

O mercado de infoprodutos está em ascensão, e, nele, existem nichos com mais procura, que geram mais vendas. Dentre os temas do momento, estão:

  • finanças;
  • saúde;
  • vida fitness;
  • relacionamentos;
  • desenvolvimento pessoal e carreira;
  • comportamento.

Porém, vale frisar que outros segmentos também podem gerar bons resultados, principalmente se o produto digital oferecido resolver alguma dor ou necessidade do consumidor.

Quer conhecer mais sobre a plataforma de cursos online Sympla Play? Confira o passo a passo completo de como usar a ferramenta de conteúdos online da Sympla.