Não dá para negar: a Festa Junina é uma das celebrações mais queridas do Brasil \o/

Isso porque todo mundo adora ir aos eventos caracterizado, comer os pratos típicos, dançar quadrilha, mandar correio-elegante… Mas você sabe o que é preciso para produzir um evento junino memorável?

Se você não vê a hora de organizar aquele arraiá mas não sabe como, temos algumas dicas para te ajudar. Afinal, nem só de quentão e canjica se faz um evento junino de sucesso – organização e planejamento são essenciais!

1. O planejamento da Festa Junina

O primeiro passo é fazer todo o planejamento estratégico da festa, colocando no papel a ideia central pensada, a definição de tudo o que será necessário para a sua produção e os períodos de execução das etapas.

O evento é para quantas pessoas?

É importante determinar a quantidade máxima de participantes do seu evento. Só assim você poderá definir o local da festa, a quantidade de seguranças, quantidade de barracas, volume de comes e bebes, etc.

#DicaSympla: Depois de definir a estimativa do seu público, você pode acompanhar suas vendas se as fizer antecipadamente! Veja aqui outras vantagens de vender ingressos antecipados :)

Qual o orçamento?

A pergunta aqui deve ser clara: qual é o valor máximo que posso gastar? Após definir um valor, deve-se decidir quanto será gasto em cada área da produção do evento e deixar ainda uma margem de sobra em caso de emergências. Afinal de contas, prevenir é melhor que remediar!

Nós produzimos uma planilha pronta para ser usada para facilitar a organização do orçamento do seu evento – e você pode baixá-la gratuitamente no link abaixo:

#DicaSympla: Planilha de Orçamento para Eventos

Qual o perfil da festa?

A festa junina será em formato de show? Arraial? Quermesse? Será beneficente? Qual será o público-alvo? Todas essas perguntas são essenciais para o planejamento da sua festa junina. É muito importante delimitar um perfil completo da festa e do público uma vez que todas as ações a serem executadas serão baseadas no que você definir nesta etapa.

Depois de mapeado e definido os aspectos gerais da festa, é hora de decidir as ações por partes. Vamos lá?

2. Local, data e horário

O local deve ser condizente ao número de convidados e você deverá atentar-se aos detalhes da segurança e infraestrutura, tais como banheiros adequados, acessibilidade para deficientes,  sinalização, local de fácil acesso, etc.

A escolha da data também é muito importante. Além da relevância do planejamento antecipado para que seus convidados se programem com antecedência para participar do evento, é bom se atentar às datas comemorativas da cidade. Você não vai querer perder seu público para festas tradicionais, não é mesmo?

E, por fim, o horário. Como já foi dito, é essencial que você adeque-o ao perfil do seu público. Por isso a importância de saber se são adultos, jovens, crianças ou famílias. Para cada faixa etária e perfil, diferentes horários serão mais atrativos.

3. Ingressos

Definido o perfil da festa e os principais pontos a serem desenvolvidos, você pode pensar na maneira mais apropriada para cobrar pela entrada. Se você definiu o evento como beneficente, uma sugestão é pedir doações de alimentos ou agasalhos que serão destinados a instituições de caridade à sua escolha.

Se você preferir cobrar pela entrada, a melhor maneira é usufruindo das vantagens da venda antecipada. Para isso, venda os ingressos pela internet através de uma plataforma online profissional e desfrute de benefícios como controle em tempo real das vendas, controle de demanda, etc. A venda online é vantajosa também para seu público, que ficará muito mais satisfeito comprando ingressos no conforto da própria casa.

4. Divulgação

Lembra da importância de definir seu público alvo? Pois é! A divulgação deverá ser pensada a partir do perfil das pessoas que você deseja que participem do evento. Verifique qual é esse perfil e planeje os melhores meios de atingi-lo.

Se o evento for para idosos, por exemplo, faça ações promocionais em praças e locais que este público frequenta. Se o seu público for jovem, abuse da divulgação na internet utilizando as redes sociais e através de parcerias com sites de grande visibilidade também. A internet ainda tem a vantagem de “viralizar” a informação, fazendo-a chegar em mais pessoas em um curto período de tempo.

Aproveite as redes sociais para fazer o link do seu evento à plataforma de venda escolhida. Isso significa que você pode criar uma página do evento no Facebook e configurá-la para que, clicando na área “Ingressos disponíveis”, a pessoa seja direcionada diretamente para a página de vendas de ingressos.

5. Músicas para Festa Junina

Para entrar no clima da festa, a música deve ser adequada ao tema!

Uma opção é contratar um DJ que tenha conhecimento e experiências em festas juninas. Canções de Luiz Gonzaga são sempre apreciadas, assim como o forró e canções para quadrilha. Outra opção é contratar trios, sanfoneiros, forrozeiros, etc.

Mais perto do final da festa, coloque músicas que vão de encontro ao público. Por exemplo, no caso de uma festa junina para crianças, este é momento de colocar músicas infantis. Já se for para jovens, colocar música eletrônica é uma boa opção!

#DicaSympla: Para ouvir as melhores músicas de festa junina , basta seguir nossa playlist feita especialmente para esse post clicando aqui :)

6. Comes e Bebes

Uma das características mais ressaltadas em festas juninas é o cardápio: abuse dos pratos típicos!

Monte um cardápio variado e aproveite os alimentos da época, como o milho. Como o mês de junho é a época da colheita do cereal, muitos alimentos são feitos com ele \o/

Quer mais dicas?

  • Amendoim torrado;
  • Cachorro-quente;
  • Churrasquinho;
  • Broa de fubá;
  • Pipoca doce e salgada;
  • Arroz doce;
  • Bolo (de milho, fubá, amendoim);
  • Canjica;
  • Maçã do amor;
  • Pamonha;
  • Paçoca;
  • Pé de moleque;
  • Quentão;
  • Pratos regionais;
  • Vinho quente;
  • Sucos e refrigerantes.

7. Decoração da Festa Junina

Esse tipo de festa pede uma decoração característica e rural, então capriche nos adereços da época! Tecidos feitos com retalhos, chita, bandeirinhas, xadrez… Além da decoração no interior do local, não se esqueça de fazer o mesmo nas barracas! Uma outra ideia é acender uma fogueira – isto se a festa não for para crianças, claro. Ela esquenta os mais friorentos e ainda dá um super charme!

Lembre-se: a sinalização também faz parte da decoração! Faça placas informativas indicando sanitários, berçários, caixas, comes e bebes, etc. Se conseguir produzir as placas que façam parte do conceito visual de festa junina, melhor ainda :)

8. Vestimentas

O traje também é um elemento característico de uma festa junina. Para que todos entrem no clima do evento, é importante que estejam caracterizados com roupas típicas. Ah! Isso vale não só para os convidados, mas também para a equipe!

• Traje Masculino

Camisa xadrez, calça jeans com costuras de retalhos ou sarja, tênis ou botas. Como acessório, use chapéu de palha ou lenço para pescoço. Para complementar, desenhe barba e bigode no rosto.

• Traje Feminino

Vestido estampado ou decorado com rendas e retalhos, sandálias ou botas. Os acessórios podem ser o lenço para pescoço, flores, chapéu ou tranças no cabelo! E para maquiagem: batom,  blush e pintinhas nas bochechas.

9. Recreação

Não deixe de investir nas barracas de brincadeiras. Em geral, elas oferecem prêmios que podem ser negociados com fornecedores e parceiros.

Está na dúvida de quais brincadeiras colocar? A gente ajuda:

  • Tiro ao alvo
  • Boca do palhaço
  • Jogo das argolas
  • Pescaria
  • Correio elegante
  • Cadeia
  • Bingo
  • Touro mecânico
  • Martelo de força
  • Pula pula

O legal nessa brincadeira é entrar no clima e abusar da criatividade! Se tem mais ideias, que tal compartilhar com a gente?